quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Há livros que sim senhor...

" Levam sempre as prostitutas. A prostituição é crime? - Francisquinho monologava - Nunca percebi esta mania da bófia. Como não percebo a embirração dos cães com os gatos. Não se comem, mas é só verem-se unas aos outros, os gatos fogem e os cães vão atrás deles. Com a bófia e as putas é a mesma coisa."

(...)

" Só pode ser porque são gémeas - disse, por fim."

(...)

" Quer a bófia, quer as miúdas trabalham na merda e com a merda. É isso. São profissões gémeas. Daí que não se larguem uns aos outros. Putas e policias são a mesma coisa. - rematou filosoficamente Francisquinho"

in, O Bairro da Estrela Polar de Francisco Moita Flores.
(Francisquinho faz parte de um bando que vende droga no bairro)

Uma pérola han?

5 comentários:

Eva Maria disse...

O Moita Flores tem um nome muita gay para a profissao que tem :P

Juss sayin

POC disse...

Antes de se legalizar canábis, legalize-se a polícia. Quer dizer, a prostituição.

Xs disse...

Nunca tinha lido nada dele! :/

Sufocada disse...

Eva Maria, abomino À grande este sujeito, mas não lhe posso tirar o crédito na escrita, cativa...

POC, Ou os dois ao mesmo tempo?!

Xs, Estou a gostar bastante do livro.
É claro que esta é uma justificação de um rapaz de dezoito anos, que começou a snifar cocaina aos dez, ia morrendo de overdose aos 15 e deixou de consumir, ficando afectado, e acabando por só vender agora. Portanto, opiniões deste tipo estão por todo o livro. Muito bom. :)

POC disse...

:)