sexta-feira, 31 de julho de 2015

Reincidente


Sem os demais crimes, reincide no pensamento do outrora que esmaga o obsoleto e traz à luz o genuíno. 



4 comentários:

Eros disse...

É na autenticidade carnal que se banham libidinosamente os seres que se nutriam pelas memórias, durante o sonho molhado da hibernação.

Dear Zé disse...

É mais uma riscadela na forja??!!! :)
Não sei porquê, mas este post faz-me lembrar posts de outrora... longínquo, mas que lembro ;)

Bjim bjim, minha Riscada!

Jorge disse...

Então a minha amiga perdeu a tusa ou quê, humm?

Boca de Sabão disse...

Talvez o que sempre fora.

Bjs