terça-feira, 20 de agosto de 2013

Não me dêem coisas, de que gostam muito, para a mão... Não!

Vocês não sabem, mas eu  sou a encarnação do desastre, sou trapalhona, desajeitada e um perigo para os vossos pertences mais valiosos.

Atentem:

Caso 1:
Pego na máquina fotográfica de uma amiga, para tirar uma fotografia ao grupo à minha frente, no segundo a seguir a ela me dizer "cuidado" eu espeto com a máquina, de objetiva, no chão.

Caso 2:
Em casa de uma amiga, passo a noite toda a rasar um cinzeiro, oferecido, com o braço, na altura das despedidas, parto-o.

Caso 3:
Se há copos altos numa mesa, eu vou mandá-los ao chão.
Isto acontece-me dia sim, dia não, no café.

Caso 4:
Estive uma semana na Holanda, em casa de amigos. Estive a semana toda a portar-me de modo exemplar.
Na última noite, parti-lhes os cortinados.

Caso 5:
Entornei uma saca de 25Kg de comida para periquitos no chão! 25KG PORRA.
Em contrapartida, construi uma duna natural aqui na loja.

E há mais...
A parada vai aumentando!

3 comentários:

Miss Sweet Child disse...

Que perigo xD

Malena disse...

O que importa não são coisas, são as pessoas! Certamente a essas só cuidas bem! :D

Beijinhos

Sufocada disse...

Terrível, Sweet Child

Tento por cuidar, há vezes em que me sai um pouco ao lado :)
Beijinho Malena