quinta-feira, 25 de julho de 2013

Back off...

Ontem, numa feira, encontrei uns amigos de familia que já não via há alguns 10 anos, resultado:

- O filho, na altura tinha 5, ontem tinha 15 e 1.95 de altura ( completamente gigante, olhei para ele de baixo, franzi-lhe o sobrolho, que raio?!);

- Vão para a Arábia Saudita, viver, no fim do mês de Agosto.

Passei a conversa toda a oscilar entre o fascino por pensar em ir para a Arábia Saudita, e a incredulidade, de cenho franzido, para a altura do gaiato!
Quando nos íamos embora "repreenderam-me" por ter feito uma cara tão desconfiada ao rapaz, e pus-me a pensar que já não era a primeira vez que isto acontecia.
Quando me sinto ameaçada, intimidada ou quando sou surpreendida em larga dimensão, tento afastar as pessoas, parecendo-lhes indiferente ou desconfiada. Até me darem mostras de que estou segura, fico à parte, quase a rosnar para não se aproximarem. Inclusive, lembro-me de uma altura em que a minha familia me chamava bicho do mato.

8 comentários:

Mister disse...

na, nao deves ser metade animal metade humana

Sufocada disse...

Insultos destes vale uma praga ao autor.
Só para que saibam.

Xilre disse...

Quando ameaçados, temos três reacções, conhecidas por 3F. Freeze, flight ou fight. A natureza assim nos fez, nos moldou ao longo de milhões de anos. Alguns reagem mais em fight, outros em flight, outros ainda, tentam que ninguém os veja. Tudo é natural, tudo. Quem disser o contrário, não conhece a natureza humana...

Boa noite! :)

Dear Zé disse...

Instintos, my darling. Logo,é inevitável que aconteça.´
:))

Sufocada disse...

Xilre, dá cá um bacalhau.
E bom dia :)

Com toda a certeza Dear Zé, e mais primitiva que eu é difícil :)

Dear Zé disse...

Todos nós somos. Uns escondem, outros evitam, há quem camufle e os que negam.
Terá as suas vantagens e desvantagens, nunca deveremos renegar as origens, afinal, diz que somos descendentes do macaco...
;)

Sufocada disse...

Sempre disse que era melhor descender-mos de um macaco do que de, por exemplo, uma mosca :)

Dear Zé disse...

Ora nem mais!!! Mesmo porque onde há moscas, há... mau cheiro! :))))