quinta-feira, 16 de maio de 2013

Quanto tempo é muito tempo?

" (...) Quando alguém conta um dia ou uma vida está a calar quase tudo, as vidas são imensas e não se podem contar só por palavras. Haveria que inventar artes de encher silêncio e de descobrir nele o peso certo do que somos. O que se é só se pode encontrar no que não é dito, nas culpas deixadas dentro, nos castigos que se vão escolhendo.

 Oito dias são pouco tempo na vida de uma pessoa, mas nascer é só um dia e morrer também. Há alguns maiores e outros que nada importam, há semanas grandes como anos e horas infinitas, o tempo de uma vida é descontinuo e assimétrico.

 Quem sobreviver aos dias lembrar-se-á deles. Com choro ou com a alegria toda de se ver são. Quem são se encontre, quem lhes tenha resistido sendo ainda quem foi. (...) "

Nuno Camarneiro, Debaixo de Algum Céu

4 comentários:

Uma Rapariga Simples disse...

Estás a ler o Nuno Camarneiro?? :D
Que bom! Ele é uma pessoa fantástica, adorei ter estado em apresentações que fez.

Sufocada disse...

Já acabei, gostei muito e vou tentar ler o outro livro dele que vi por ai! :)

Uma Rapariga Simples disse...

No meu peito não cabem pássaros (:
O blogue dele chama-se Acordar um dia, se quiseres ir espreitar.

Sufocada disse...

Isso mesmo, vou apontar :P
Já lá fui espreitar, vinha essa informação no livro.

Gracie