sexta-feira, 5 de abril de 2013

Que seja agora!

Despedi-me!
Quão estupidamente absurdo pode isto soar na altura em que vivemos?! O facto é que no meu caso há que ter prioridades, e sim, não ter dificuldades financeiras, de maior. Não me julguem já, eu não sou rica, nem lá perto, mas este trabalho (escravatura) que arranjei tinha exactamente esta finalidade, assim que os exames nacionais se aproximassem, eu saltava fora. O dinheiro acumulado ajudará, caso consiga entrar para a faculdade.
Mas porque é que vos estou a contar isto? Porque como sempre, em tudo na minha vida há um lado cómico-estupido-absurdó-ridiculo que me faz querer mandar cabeçadas numa parede cheia de pregos.
Eu despedi-me, mas o meu patrão ainda não sabe, sim porque o ordenado do mês passado ainda está para ser pago na totalidade e se ele já me engonha o dinheiro, estando eu a trabalhar, adivinhem o que lhe aconteceria se o avisasse de que me ia embora? Não o via na minha conta, com certeza. Portanto eu irei continuar a aturar este individuo  bem como continuarei a trabalhar que nem uma cão, até o mês passado me ser dado na totalidade. E quanta vontade tenho eu de me levantar de manhã para ir trabalhar 12 horas, sabendo que me despedi mentalmente, e que só falta (a parte pior) avisar o big boss. Shiti life, caralho.

6 comentários:

nAnonima disse...

um beijinho grande, minha querida Sufoco.

Sufocada disse...

Outro para ti querida nAn.

Mister disse...

Finalmente uma boa noticia ;)

DN disse...

força.
(no ultimo dia chama-me que vou lá dar porrada a esse cabrão. ou mando lá alguém enrabá-lo)

Sufocada disse...

Mister :D

DN, chamaria apenas porque conheceria a tua peculiar pessoa, pois para lhe dar porrada chego bem muahah :P
Gracie.

DN disse...

porrada a duas é sempre melhor :)
[inserir riso maquiavélico]
(peculiar, me? :p)