sexta-feira, 15 de março de 2013

Retira-te! Mas...

Rasga-se de ti, arrancando-te da sua essência.
Não mais farás parte dela. Ordeno-te que te retires dos seus pensamentos, da sua vida.
Impele-te para fora da sua alma, que vergada a ti, já não tem forças.
Sai!
Esquecer-se-á do teu cheiro, dos teus olhos, do teu sorriso... da tua voz rouca ao telefone.
Não saberá pronunciar o teu nome, não saberá como ou porque te conheceu.
Chega de massacre, chega de ver a sua submissão a tão desprendido ser.
Sai!

Mas... e se tudo fosse diferente?


(O sujeito X sobrevive ao primeiro obstáculo)

5 comentários:

DN disse...

what if?

DN disse...

(depois reparei na musica lol)

Uma Rapariga Simples disse...

Não será. Aceita, processa, arruma e segue.

Eros disse...

É duro, mas Rapariga (nada) Simples, tem toda a razão...

Sufocada disse...

DN, what if tempo demais... acabou :)
URS, i will.
Eros, se tem... :)