quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Sinceramente, sejam sinceros

Gostam do Natal?
E porque? (porque é que sim ou porque é que não, não sejam obtusos)


Eu devo dizer que gosto, não obstante, é nesta altura que consigo ter avós maternos/paternos e tios, todos juntos, durante quase uma semana de quentinho, comida boa e parvoíce à mesa.
Ou seja, reunimos-nos todos em minha casa, depois da ponte, há quartos, cozinhas, salas e casas de banho para todos terem privacidade, assim como há espaço para quando nos juntamos todos à mesa. E se bem sabem, quantas mais pessoas numa divisão mais quente esta é, então o frio não é problema. A casa fica inundada de cheiros que vêm dos doces e das comidas reconfortantes, comidas essas que não se prendem com a tradição, há muito que deixámos de ligar ao bacalhau cozido (que eu detesto), este ano vão fazer bacalhau com broa e polvo à lagareiro (outros dois pratos que não gosto) e para mim é quiche... Quiche? Sim, a da minha avó é fantástica e o que interessa é que eu coma certo? E depois há bolo rainha (não gostamos de bolo rei), há baba de camelo, há sonhos de abóbora, fatias douradas, chá de natal (sempre o chamaram de chá de natal, ainda hoje não sei de que é, mas é muito bom) e há o todos à mesa, 4 primos próximos, com novidades de Madrid e de Lisboa, brincadeiras de miúdos que nesta altura passam, porque quero lá saber, são a minha familia. 2 irmãos parecidos e de opiniões divergentes (sempre), 2 cunhadas que quando bebem mais que um copo de vinho se tornam em galinhas. E 3 idosos que discutem a crise, todos os anos, e metem ordem na mesa. Outrora 13, hoje 11 e a com o passar dos anos as contas voltaram a sofrer mudanças. O meu primo há-de casar e ter filhos, a minha irmã vai namorar, assim como a minha prima. Outros vão morrer, e deixar saudades. Mas mesmo assim eu gosto do natal ou melhor eu gosto do MEU natal.

11 comentários:

POC disse...

Gosto do Natal. Da família. Dos amigos. Da reunião. Das crianças. Do Benfica.

Sufocada disse...

És um coração mole com mau gosto, nada que já não te tivesse dito :)
No natal ofereço-te um cachecol do scp :P

nAnonima disse...

detesto o natal. toda a gente a pedir para os "pobrezinhos", o costa a gastar rios de dinheiro nas luzes e os pobres sozinhos e a passar fome.

Sufocada disse...

Esse é um natal que também não gosto nAn, mas não é só no natal que isso acontece, e secalhar é uma exagero dizer que não gostamos da vida tal como é, mas em parte, não gosto mesmo nada dela.
Então arranjo momentos dela que gosto, e do meu natal (que infelizmente não é igual para todos) eu gosto. Enfim, eu sei que me percebes :)

nAnonima disse...

claro que percebo, miúda. não sou assim tão cinzenta. há uma pinceladas de cor de rosa nesta menina! oh, oh!

(e adoro a família toda juntinha :) os putos aos guinchos! ehehehehh)

Sufocada disse...

Uns laçarotes e assim...
Eu sempre te pintei mais rosa do que cinzenta, acredita ahah :)

Eva Maria disse...

Eu não gosto porque tenho uma família disfuncional. Se ela funcionasse e fosse disfuncional na mesma nao havia stress.. agora assim... complica tudo!

Sufocada disse...

É legitimo, não sei como seria o meu se tivesse no teu caso. Portanto acho que são boas razões.

Uma Rapariga Simples disse...

Já gostei mais. Embora goste, só não goste de algumas coisas que ocorrem à margem. Acho que é isto.

Este ano acho que me vai custar muito. Esta época começa a ficar perigosamente associada a perdas dolorosas.

Sufocada disse...

Sim, o problema está no que ocorre à margem.
E é algo que não nos dá um ano de descanso, volta sempre, quer queiramos quer não.

Há que apreciar o bom, sobreviver com o mau.

Liliana Lavado disse...

Não quero perder a cabeça mas…

NAO FALES MAL DO NATAL!!!!

o Natal é mais santo que a nossa senhora de Fátima, porque até quem não conhece a nossa senhora de Fátima comemora o Natal.
Esta é a minha teoria. Pronto.