sexta-feira, 30 de novembro de 2012

E o Sol?

Há dias em que gosto de ti, na verdade, na maioria dos dias eu gosto de ti.
Depois há-os, em que gosto de mim. Mais raros, tímidos, mas eles existem, e são-me necessários.
Não posso gostar de ti, gostando de mim. São dois "amores" que não conjugam, e no entanto são dois amores que me fazem uma falta tremenda.
Preciso de gostar de ti, e na maior parte das vezes, gosto, de gostar de ti. Mas é necessário um equilíbrio  daqueles em que depois de uma chuvada o sol rasga por entre as nuvens e se mostra, o desavergonhado. Sim, preciso dos dias em que me esqueço que gosto de ti, preciso dos dias em que não te elevo num pedestal, em que não suspiro quando oiço o teu nome, em que sonho contigo. Preciso desesperadamente dos dias em que gosto de mim, dias em que a roupa até me assenta bem, mas só naquele dia. Dias em que sorrio por mim, por feitos meus, dias em que penso que outras pessoas gostam de mim, dias em que penso, que nesse dia és tu quem gostas de mim, porque senão vou gostar de novo de ti, e mais de ti. E eu não quero. Não posso gostar mais de ti, pois isso implicaria gostar cada vez menos de mim, e se assim for, para onde vai o sol?

11 comentários:

Uma Rapariga Simples disse...

O erro está quando nos esquecemos de nós. E se nós não nos gostarmos...

Sufocada disse...

Eu gosto de ti :P

Uma Rapariga Simples disse...

E eu de ti, querida. :))

Sufocada disse...

Isso é bom :)

POC disse...

E eu de vocês.

Uma Rapariga Simples disse...

E eu de ti!

(isto é que vai pr'aqui uma lamechice pegada)

POC disse...

:)

Sufocada disse...

Awww, queres ver... o raio de um mosquito entrou-me pro olho estou aqui com comichões.

E eu do POC :)

POC disse...

Foi bonito.

Eva Maria disse...

Já dizia o leite matinal: Se eu nao gostar de mim ... quem gostará? :D

Sufocada disse...

Mítico Eva Maria :P