terça-feira, 2 de outubro de 2012

Hoje apetece-me...

Suri, a gata, o terror da casa, tem dias em que se olha ao espelho e ataca o seu reflexo.
Chega a mandar cabeçadas e a tentar arranhar o focinho da sua gémea.

Hoje apetece-me fazer o mesmo, atirar-me contra o meu reflexo e dar-lhe uma valente coça. Apetece-me estilhaçar o espelho para que deixe de me ver. Apetece-me cravar-lhe as unhas e ouvir o guincho que me faz arrepiar a pele. Apetece-me caminhar por cima do trilho de vidros partidos e sentir a dor alucinante nos meus pés.

Suri, a gata, o terror da casa, tem dias em que se esconde por baixo dos tapetes ou lençóis.
Passa horas e horas escondida e silenciosa.

Hoje apetece-me fazer o mesmo, esconder-me por baixo do tapete do quarto, enrolar-me numa bola e esperar que escureça lá fora, silenciosamente.

Hoje apetece-me ser um gato.

9 comentários:

Vic disse...

Isso está mesmo mal, Su...

Sufocada disse...

Ora, é só uma fase mais chata Vic.
Dias hão-de vir em que me apetecerá ser um majestoso leão :)

Uma Rapariga Simples disse...

Há aí espaço para outra?

Xs disse...

Há dias assim!
Mas passam!
Passam sempre!

Sufocada disse...

URS, uma gata?
Eu não me importava nada, mas parece-me que entrava a gata e saia eu. O meu paizinho convidava-me a sair :P

Xs, Têm que passar :)

Uma Rapariga Simples disse...

Outra mulher, mulher!!!!

Sufocada disse...

Aaah, claro, o tapete do meu quarto é grande querida :)

Uma Rapariga Simples disse...

Boa, levo uma caixa de chocolates. ;)

Sufocada disse...

É o chamado: Nunca pior! ;)