segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Pode (ou não) ser um até já...

Queremos tudo.
Mesmo quando temos tudo aquilo que mais falta nos faz, mesmo quando temos mais do que aquilo que, realmente, precisamos.
Queremos sempre mais.

Gostamos de chegar à idade que pressupõe uma maior liberdade, quer na tomada de decisões espontâneas e do momento, quer legalmente falando. E é com grande frequência que nos esquecemos que, apesar de mais facilmente "podermos" ser livres, em vários sentidos e aspectos, também é com maior facilidade que, desde essa idade, nos podem tirar, por completo, essa visão, enevoada, de liberdade e substitui-la por uma, realisticamente, aos quadradinhos.
Então o que fazemos nós com tanta liberdade? Porque é que de um momento para o outro nos abrem o casulo e dizem para voar sem reservas, medos ou limites?
É verdade, que para podermos aperfeiçoar o nosso voo, temos que cair várias vezes, mas e se nessas quedas arrastarmos outros? E se mesmo depois dessas quedas, em que arrastamos outros, continuamos a achar que, aquilo que nos levou a cair, está correto?
Máximas, adoro máximas e a sua futilidade... Não haverá uma que diz que: " se nos faz sentir bem, então é porque é o correcto a fazer?"

Por mais que queiramos dar sentido a certos acontecimentos, a certos sentimentos, somos demasiado complexos, imprevisíveis e/ou demasiado estúpidos para o fazer.
Aquilo que um dia nos parece errado, no outro poderá ser o mais acertado e ter que decidir por que estrada rumar, com tantas bifurcações, cruzamentos e saídas, resulta, irreversivelmente num choque frontal entre bom-senso e vontades, onde nem sempre (ou quase nunca) eu, e aqueles que comigo viajam podem sair ilesos.

E no entanto, isto não resolve nada!


-- Meus senhores, o Sufoco vai entrar num período de abstinência, por motivos que vos ultrapassam, e me fazem passar (dos carretos). Não afirmo nem desminto um possível retorno, mas até lá, espero que morram de saudades (o que seria estranho e condenável). Obrigado por fazerem de mim mais insana do que já era.. PS. Continuarei a informar, quando postar novos capítulos do conto -- 

7 comentários:

POC disse...

É pena.
Nos últimos tempos a tua escrita e imaginação tem-se revelado uma óptima surpresa, pelo menos para mim.

Bom descanso.

Xs disse...

É muito bom querermos sempre mais!
Eu, ainda nem atingi um objectivo e já estou a pensar no seguinte!
E é isso que nos faz mover, entusiasmar, e ter a cabeça sempre ocupada com coisas importantes!

Espero que voltes rápido!

Uma Rapariga Simples disse...

Ora bem, primeiro: adorei o template, esta chique a valer (Dâmaso dixit)!; segundo: é normal que te sintas assim, há vida para além do virtual.

Agora, investir tanto numa cara nova e depois deixar isto às moscas? É como pôr silicone e andar de gola alta. Não faz sentido.

O que tu precisas de te lembrar, ou nunca esquecer, é que este espaço é acima de tudo para tu processares coisas, independentemente do resto. Às vezes é preciso voltar, mesmo que seja a conta gotas, mas é preciso.

Vai lá ver gajos giros e pensar na vida e escrever coisas e ser feliz e tal. Depois volta. Eu ainda não me esqueci da tua promessa... (muaaahhaahh ;)

Sufocada disse...

POC, a minha imaginação declarou guerra à minha escrita e até conseguir um cessar fogo é melhor pôr o lápis de lado :)

Xs, acho que é um óptimo panorama esse. Só temos de saber gerir o que queremos, com o que temos :)

URS, Ahahah. Eu ainda me estou a rir de mim, e do que disses-te.
Diz-me se não estou boa para ir passar uns dias a um hospiciozito... diz-me...
Quem no seu perfeito juizo diz "até daqui a um dia" e depois dá uma cara nova ao burgo?

Mas depois deste post senti essa necessidade, as cores anteriores, o header anterior estavam muito carregados, e eu agora preciso de leveza :)

E eu vou voltar, quer dizer, quem é que acredita que consigo estar muito tempo sem dizer porcaria ou a escrever coisas dramáticas?

E eu ainda não me esqueci da minha promessa ;)

Uma Rapariga Simples disse...

Acho bem, acho muito bem. ;)

Liliana Lavado disse...

ACHO MAL!!!!!!
TA MAL!!!!!
MAAAALLLLLLL!!!!!

Deixa-te lá de preguiça e vai escrevendo uns post!
Não esqueças que é a soma de pequenas coisas especiais que faz de ti especial e este blog é sem dúvida especial porque é dos poucos autênticos e sinceros da resmas de "averages" que sigo.

Depressão pós férias é a prova de que passaste bons momentos, mas por aqui também não é assim TÃO mau... keep it simple but keep it going ;)

Sufocada disse...

Ahahah, Liliana, obrigada :D
Eu confesso que não me convenço a estar afastada durante muito tempo, o bichinho já anda a querer espreitar...