sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Guia Turístico, eu?


"Will you stay?
Will you stay away forever?
...

A final song, a last request
A perfect chapter laid to rest
Now and then i try to find a place in my mind

Where you can stay
You can stay awake forever"


Hoje o primo chega, à nossa casa de família na margem sul, com mais 9 espanhóis (para quem não sabe o primo vive em Madrid). 
E domingo eu vou lá ter com ele,durante uma semana, para uma convivência inter-espécies! Sim, espécies, porque os espanhóis são de uma espécie diferente da nossa, garanto-vos!

É suposto servir de guia, ir mostrar a nossa baixa lisboeta tão bonita e singela, ir com eles às praias da linha, desde Cascais até Algés, para fazer o paredão. Parar em Belém para comerem um pastel de nata e saberem o que é café, e que aquilo que eles em Espanha servem é água para lavar os pés, servida em banheiras. Devia ir a Sintra, mostrar-lhes o castelo e dar-lhes a conhecer as queijadas de Sintra, e, claro, os travesseiros da Piriquita. Podíamos dar um pulo a Mafra para verem o convento e fazer-lhes uma breve dissertação da história por trás do mesmo, à volta íamos ao sobreiro ver a cidade em miniatura e comer o melhor pão com chouriço de que tenho memória. Por fim, à quarta à noite podia ir com eles ao plateau, para lhes mostrar o que é boa música, numa outra noite podia ir à praia de Galapos para lhes mostrar que festas na praia, em vez de discotecas são muito mais engraçadas. E mais umas quantas coisas giras, e bonitas que os gajos iam ficar parvos e para o ano estavam cá a fazer Erasmus.

No entanto, aqui a guia vai acordar, vai comer qualquer coisa, vai correr pelas ruas ainda carregadas do nevoeiro matinal, habitual da zona, vai voltar para casa, tomar um duche, comer mais qualquer coisa, enfiar-se no carro e vai para Galapos, fazer praia até à 20h. Depois vem de novo para casa onde toma banho, janta, vem ao computador ver se o mundo ainda não acabou, vai a um cafézinho ou até à praia e vem para casa, para a cama.
Então e os espanhóis?
Os espanhóis que se desenrasquem, transportes para Lisboa, que é o melhor e pelo pé deles que visitem tudo. À noite podemos trocar 1 dedo de conversa (2 não, porque eles não vão perceber português e eu no meu pais não vou falar espanhol com eles, que é o que me fazem lá), e está muito bom!

Então e o que é que a música tem a ver? Nada, mas hoje ouvi-a e gosto dela, bem como da letra, por isso espeto-a aqui, só porque quero sim?!

9 comentários:

Uma Rapariga Simples disse...

A cidadezinha não fica no Barril ou na Achada? Humm... acho que tenho o meu GPS mental desnorteado (para variar lol).

E se vier um espanhol alto, forte e espadaúdo? Um espanhol daqueles quando sorri uma pessoa derrete? Estou a torcer por isso só para te lixares.... muaaahhhaaahhh Não é nada disso, é só para o teu bem. ;)


A música é boa, sim senhora.

Uma Rapariga Simples disse...

How do I live without the ones I love?
Time still turns the pages of the book it's burned
Place and time always on my mind
I have so much to say but you're so far away


Grandessíssimo e poderosíssimo F$%#!!! Mania que as pessoas têm de cantar sobre as vidas alheias. :/

Sufocada disse...

URS, já estive com metade deles e nenhum me desperta o interesse, most of all because of their personality my dear :D

É boa, sim.
Boa demais!
Diz: FODACE! É bem verdade.

Ps. Vai ver mais deles, que têm letras soberbas :)

Estudante disse...

Eu comia um travesseiro de boa vontade x)

Sufocada disse...

Eu vou comer tortas de azeitão e choco frito :P

Xs disse...

Eu acho que já serviste, e muito bem, de guia!
Imprime este post, na parte do roteiro, e dá-lhes!
Eles que o sigam e pronto!
De certeza que para o ano estão cá no Erasmus!

Sufocada disse...

Ahaha, bem visto Xs :P

XL disse...

Já diz velho ditado, de lá...nem bom vento nem bom casamento

Sufocada disse...

XL,Por isso é que não me quero apegar ahah :)