terça-feira, 19 de junho de 2012

Parte 1 - Beautiful lie...+ Parte 2 - Neurose = Marmita Cozida

Queres saber?
Eu não te quero aqui, não te quero perto de mim.
Eu não gosto de ti, nem tenciono fazer um esforço para gostar.
Eu não simpatizo com a tua personalidade, que é nula.
Eu não acho piada ao teu humor, se me rir é de desdém.

Queres saber?
Não perco tempo a pensar em ti.
Ás vezes esqueco-me que existes.
Insignificante é a tua melhor qualidade.

Queres saber?
Eu detesto mentir, e por ti acabei de o fazer.
Eu detesto esperar, e por ti acabei por o fazer.

Queres saber?
Eu também queria... e não sei.

Isto não é um poema, nem tão pouco uma tentativa de, é somente fruto dos meus nervos para o exame de hoje, vou-me a ele com unhas e dentes e vou vergá-lo à minha vontade ou não sou eu... quem sou!
Ide chatear a mona a outra pessoa que estou cá com pouca paciência para coisinhas a esta hora, vocês não têm noção de quanto os meus, os mais próximo caramba que não percebem um chavelho, sofrem quando entro em paranóia com exames e porcariazinhas, porque afinal a porra de um exame pode decidir se entro para uma faculdade, se gasto mais dinheiro a arrastar o traseiro pelos corredores de uma faculdade durante mais uns filhos da mãe de uns 3 anos mas ao invés tenho um diploma pelo qual pago a porra dos olhos da cara em como diz que sou licenciada e que vou arranjar trabalho, ah não, isso não é neste planeta, ou se fico assim tal e qual estou, que é como quem diz com o 12º segundo que neste mundo, mais especificamente neste país serve de tanto como bater com a cabeça nas paredes quando se tem um dor na mesma, se fossem lixar as vossas tias e me deixassem a mim em paz é que eu estranhava, gente parva!

É assim que de um momento que facilmente se consideraria " OOH, uma dedicatória amorosa", se passa para " Porra já estragou o romantismo todo" o que mais tarde ainda se transforma em " Uns dias nos Júlio de Matos era capaz de ser bom"!


9 comentários:

POC disse...

Podias ter-me dito isso pessoalmente, em vez de lavarmos aqui roupa suja.
Carmelinda, és tu? Ah, não era neste blogue.

Boa sorte!

Xs disse...

Post forte....

Sufocada disse...

POC, Não te admito que venhas para aqui falar de outras, e se o fizeres de novo este texto é para ti.

Ah, já p acabei e... não sei lol.
Obrigada.

Xs,É para veres como tinha a minha cabeça ontem :P

Uma Rapariga Simples disse...

Caraças, mulher, já pareces eu cada vez que são os concursos, os as ofertas de escola, ou a bolsa de recrutamento... -.-
Só te faltou perguntar com quem é que tens de dormir para teres boa nota. ahahaha


Respira, não te adianta de nada o nervoso.


Ah, eu hoje também verguei uma coisa, mas não foi um exame. Cof cof cof

Ah,

Sufocada disse...

Uma Rapariga Simples, se atirar para o ar que o que vergas-te, é parecido com a palavrar vergar, cai em saco roto?
Não respondas, isto foi só um pensamento solto...

E a dedicatória amorosa? hum?
Mais uma vez, a resposta pode ficar para outras paragens lol

Ai mãe do céu!

Uma Rapariga Simples disse...

Mas tu queres que eu venha aqui gabar os teus caracóis negros e os teus olhos verdes? Ai, essas coisas são para a intimidade.

(OMD, internem-me já!)

Estou a tentar perceber que palavra será essa, mas não me ocorre nada... posso dizer que rima com 'miau'. loool

Sufocada disse...

Uma Rapariga Simples, Se for a palavra que estou a pensar, um outro termo também rima com miau, e como é muita coincidência aposto que falamos do mesmo ahahaha! Muito bom!

Caracóis negros... era bom era :D

Uma Rapariga Simples disse...

Foi o degrau. Na verdade verguei vários... na verdade, eles vergaram-me a mim. -.-

:D

Sufocada disse...

AHAHAHA, claramente o degrau! Malandro!

Na verdade, eu sou daquelas que se houver uma rampa, não vou pelos degraus, por isso percebo :P